Dia do aposentado: DS Brasília comemora a data com um chá da tarde

whatsapp-image-2018-01-24-at-210853

Dia do aposentado: DS Brasília comemora a data com um chá da tarde

A Delegacia Sindical de Brasília/DF promoveu nesta última quarta-feira, dia 24 de janeiro, um chá da tarde em comemoração ao dia dos aposentados. O evento contou com a presença dos dirigentes da DS Brasília, de representantes da Diretoria Executiva Nacional (DEN) do Sindireceita e de mais de 40 Analistas-Tributários aposentados, que puderam confraternizar e trocar experiências com os colegas de profissão. Além disso, o evento contou com breves explanações dos dirigentes do Sindireceita sobre a negociação salarial da categoria, em especial, sobre o Bônus de Eficiência.

Pela Diretoria Executiva Nacional participaram do encontro o presidente do Sindireceita, Geraldo Seixas, o vice, Celso Martins, e os diretores Arnaldo Severo, Sílvia de Alencar (de Assuntos Parlamentares), Moisés Hoyos (Assuntos Aduaneiros), Dardielle Lima Cesar (adjunta de Assuntos Jurídicos) e Breno Rocha.

Na oportunidade, o delegado sindical da DS Brasília, Rafael Caetano Cardoso, agradeceu a disposição dos presentes em participar do evento sindical e garantiu que dará continuidade à promoção de encontros aos aposentados, oportunizando a atuação desses ATRFBs nas ações do Sindicato.

A delegada sindical adjunta da DS Brasília e também adjunta de Assuntos Jurídicos da DEN, Dardielle Lima Cesar, reafirmou o compromisso de incluir o aposentado nos debates sindicais em prol da categoria e garantiu que os direitos de cada Analista-Tributário aposentado é prioridade na atuação da Diretoria Executiva Nacional, em especial no que diz respeito à paridade do Bônus de Eficiência. “Gostaria que vocês se sentissem representados pela Delegacia Sindical de Brasília e à vontade para fazer críticas e sugestões a esta diretoria. Queremos ser cada vez mais acessíveis a cada um de vocês, dando continuidade ao belo trabalho realizado pela ex-delegada sindical Maria Liège Bárcia”, destacou.

O presidente do Sindireceita, Geraldo Seixas, também mencionou a atuação da dirigente Maria Liège e, na oportunidade, realizou um agradecimento público ao trabalho desempenhado por ela ao longo de toda sua jornada sindical. “Não tivemos a oportunidade de fazer uma assembleia de despedida para a ex-delegada sindical, mas, apesar da sua ausência hoje, consideramos oportuna a ocasião para agradecermos todo o empenho dispensado por ela à categoria, em especial, aos filiados da Delegacia Sindical de Brasília. Com certeza, Maria Liège Bárcia é uma pessoa comprometida com a categoria e esse é o exemplo que queremos e devemos seguir”, frisou.

Seixas mencionou ainda a respeito das perspectivas da negociação salarial dos Analistas-Tributários no que diz respeito aos aposentados. Ele frisou que, diferentemente do modelo engessado de subsídio, espera que o Bônus de Eficiência possa crescer logo após sua regulamentação. Na ocasião, o presidente do Sindireceita lembrou que, apesar de os valores não serem ideais, ainda existe a possibilidade de melhorar o quadro e elevar o percentual. “Repeti isso em outras assembleias e reitero nessa oportunidade: quem disser que esta diretoria abandonou os seus aposentados está mentindo para a categoria, digo isso com toda tranquilidade. A nossa luta para consolidar o Bônus não foi e não será fácil, mas o nosso compromisso com a negociação foi verdadeiramente atestado de forma soberana pela própria categoria, com quase 75% de aprovação”, garantiu.

A diretora de Assuntos Parlamentares do Sindireceita, Sílvia de Alencar, relembrou o momento da mudança do subsídio para o vencimento básico. Ela frisou que o subsídio crescia 5% ao ano sem recuperação da inflação e sem nenhum adicional agregando, enquanto que o vencimento básico permanecerá com o mesmo percentual de aumento, de 5%, mas, agora, com valor do Bônus de Eficiência, que poderá ser crescente. “Mesmo sem a integralidade ainda teremos um valor capaz de repor a inflação aos aposentados. Nós lutamos muito para que esse percentual fosse maior, mas o que nos impediu de crescer nesse percentual foi a intransigência do Ministério do Planejamento. Se fizermos um comparativo com as carreiras jurídicas, que têm a mesma escada que nós, podemos verificar que os pensionistas não foram contemplados. Já comparado com a polícia federal, que contém cinco cargos, verificamos que o somatório dos nossos aposentados é muito maior”, explicou.

Na ocasião, o diretor Arnaldo Severo reforçou o compromisso da Diretoria Executiva Nacional com os seus aposentados e pensionistas. Ele afirmou que o enfrentamento das ameaças exige unidade de luta e a participação de todos. “Nosso Sindicato é o único instrumento efetivo de defesa dos nossos interesses. Aos colegas aposentados e pensionistas, reafirmamos o total empenho desta Diretoria com a defesa de seus interesses”, disse.

O diretor Breno Rocha falou sobre a atuação do Sindireceita em conjunto com as demais entidades representativas dos servidores públicos, em especial no Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe). Ele mencionou que, no momento, a perspectiva e prioridade dos fóruns é o combate à reforma da Previdência. “As estratégias comuns dos servidores públicos do poder executivo, judiciário e legislativo do âmbito federal estão sendo construídas via Fonasefe. O governo está jogando pesado para desacreditar os servidores públicos e o fórum, com certeza, dará as diretrizes para que possamos contrapor a propaganda falaciosa disseminada na mídia. Nesse momento, contamos também com o apoio do aposentado para que se junte a essa luta, para que possamos deter as intenções do governo”, frisou.

Fonte: Sindireceita -DEN

Comentar