XV AGN: Plenária aprova resolução que contempla paridade, maior participação e outros interesses dos Analistas-Tributários aposentados

debatemg-1000x640

Após amplo debate entre os participantes da XV Assembleia Geral Nacional (AGN) do Sindireceita, foi aprovada, na noite desta terça-feira, dia 21, a resolução que contempla a paridade, maior participação e diversas pautas de interesse dos Analistas-Tributários aposentados. A proposta foi construída em consenso entre os autores da tese original e a Diretoria Executiva Nacional (DEN), tendo sido aprovada por ampla maioria dos participantes do encontro, por 122 votos favoráveis, 2 contrários e 9 abstenções. A votação foi nominal.

A resolução aprovada pela plenária da XV AGN tem o seguinte conteúdo: a) formular estratégias e ações para atrair os aposentados para o debate político, garantindo sua maior participação nos fóruns; b) mobilizar a categoria com base em pauta que contemple os interesses dos aposentados; c) incluir, no núcleo central e prioritário da pauta de reivindicações, a luta pela integralidade e paridade”.

A defesa da paridade no Bônus de Eficiência já consta na Pauta Reivindicatória aprovada em AGNU ocorrida em março de 2018 e, durante os debates realizados na discussão da tese, ficou clara a disposição da categoria de manter a defesa dos direitos dos aposentados e de formular estratégias para garantir sua participação em todos os debates sindicais. Durante os debates foram ainda informadas várias medidas tomadas pelo Sindicato na defesa dos aposentados e de ações judiciais impetradas pedindo a paridade do Bônus entre ativos e aposentados.

A tese original, constante no Caderno de Teses B, é de autoria do Analista-Tributário da Delegacia Sindical de Contagem/MG, Paulo Sérgio Ramalho de Freitas, e dos Analistas-Tributários da DS Belo Horizonte/MG, Ana Maria de Abreu, Elisa Tostes Gazzinelli, Maria Efigênia Primo Prado, Luis Henrique Monteiro Nunes, Maria José Campos e Mari Lúcia Zonta.

A XV AGN do Sindireceita ocorre até a próxima sexta-feira, dia 24, em Recife/PE.

Fonte: Sindireceita

Comentar